A favor da legalização da eudemonia.

“A Bíblia contém 6 condenações aos homossexuais e 362 aos heterossexuais. Isso não quer dizer que Deus não ame os heterossexuais. É apenas que eles precisam de mais supervisão.” Lynn Lavner

E eis que o país para… alguns atônitos, estupefatos, estarrecidos, pasmos… Outros admiram notavelmente, fabulosamente, olhos brilhantes. A cena: duas senhoras, uma novela, um beijo. Está aí o motivo de tamanha comoção. Elas são um casal que se ama e se beijam em rede nacional? Afronta! heresia! Pronto! Revolta retrógrada ativada em uníssono. Mídias sociais em êxtase! #vovossalientes

O exemplo acima foi por mim colocado apenas para ilustrar a negação existente na sociedade no que se refere a diversidade. O que me intriga sobre o assunto acima é que eu nunca vi ninguém ir em público por estar perturbado com a quantidade de assassinos nas novelas e o quanto essa imagem pode afetar… a família!

Por que homossexuais são tão ameaçadores para uma grande parcela de homens e mulheres héteros espalhados pelo Brasil? Por que não há respeito com a individualidade daqueles que amam ou desejam alguém de um mesmo gênero? Por que muitos desejam erradicar, subjugar ou simplesmente fingir que não existem os que não agradam ao seu modo de pensar e agir? É muito mais fácil mudar o outro, sucumbi-lo ou aniquilá-lo.

A sociedade, as culturas e os conceitos de vida têm se alterado tão rapidamente que apavora aos que são constituídos de uma mentalidade abalroada. Vejamos por exemplo o assunto casamento homossexual ou casamento gay. Nenhum assunto gera tanta polêmica quanto este nos últimos anos. Aqueles que não concordam se baseiam nos argumentos mais infames, arcaicos e estapafúrdios.

Utiliza-se em grande parte o argumento religioso, que por si só, não deveria ser utilizado para definir algo em nossa sociedade, baseando-se que o estado é laico. Assim, este argumento deveria servir, unicamente e à priori, apenas aos indivíduos que seguem tais religiões. Vale lembrar que o tipo de casamento no qual estamos falando e, que é solicitado pelos homossexuais, é o casamento civil e os direitos que nele se associam. Me ponho a pensar! Qual a preocupação destes senhores? Eles acham mesmo que um gay deixará de ser gay pelo simples fato que o estado não os dá o direito do casamento civil? Ou será que acham que a partir da legalização, haverá uma corrida aos juizados de vários casais héteros querendo a separação para casarem com seus amores do mesmo sexo? Ou será que acham que a partir da legalização héteros tornar-se-ão gays?

Outro argumento bastante utilizado é o de que a maioria da sociedade não aceita tal modo de agir e ser dos gays, ou seja, para tais cidadãos, ou somos e agimos pasteurizados e homogêneos, bovinamente ou tal qual, rumo ao abate. Para estes, devemos proteger as crianças deste mal demoníaco, afinal de contas, deve existir uma bactéria gay ou uma hipnose gay, nos quais, apenas em ver e estar próximos de um, somos induzidos em hipnosia e infectados através de inspiração de frescura LGBT. Lembro-me de ver muitos filmes com assassinatos em massa. Rambo, Chuck Norris etc. Não matei ninguém! Apesar da vontade!

Outro argumento que me irrita profundamente é o de que se gays forem autorizados a casar não haverá procriação, sendo assim, em breve, a humanidade se extinguiria. Pausa dramática! Como se casais homossexuais não quisessem e pudessem ser pais e procriarem. Vale lembrar que os orfanatos estão repletos de filhos de… Homossexuais????

Vivo a pensar sobre os porquês existentes nas mentes recriminatórias em cada metro quadrado deste país. será falta de educação familiar? educação escolar? leitura? Onde está a tolerância? Devemos excluir as rádios de tocar rock pelo simples fato que a maioria dos ouvintes do país preferem pagode e sertanejo? Até quando vamos querer que as pessoas vivam suas vidas restritamente pelo simples fato que não somos capazes de assimilar que há sim, formas de viver a vida distintas daquilo que decidimos ser positivo para nós? Ninguém está querendo eliminar o direito de um grupo para o outro. Querem apenas igualdade de direitos, tal qual os feministas. Sim os feministas!

Paremos de nos preocupar com a vida dos outros. Chegamos ao ponto de recriminar e escravizar o amor. Será que é proibindo direitos que formaremos um país para “família”? Minha família quem faz sou eu! Casais formados por duas pessoas, do mesmo sexo ou não, sabedoras dos seus direitos, sãs, maiores de 14 anos para namoro e maiores de 18 para casamento, devem e podem se relacionar. Se você não consegue observar duas pessoas do mesmo sexo se relacionando amorosamente, isto não é um problema deste casal… é um problema seu!  O problema está em você! O erro está com você!

A liberdade está nos indivíduos e deve ser respeitada. A democracia não se define pela vontade da maioria, mas pelo respeito a todos. Eu demonizo quem não é eudemônico! Não briguemos pela cura gay, lutemos pela cura dos idiotas! Não acha correto namorar ou casar com alguém do mesmo sexo? Não case! Ponto final!

Não se preocupem, nossas crianças vão ficar bem!

Anúncios